logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Mulher

Quando a Mãe está doente | Manual de Sobrevivência

Por Inês

Chegam as tristemente conhecidas épocas de gripes e constipações e começamos todas nós a cair como tordos de doentes. No entanto, enquanto mães, não há cá folgas - já tinha falado sobre isto aqui!

No início da semana comecei a ver a minha vida a andar para trás. A dias do Natal, o corpo começou a ficar arrepiado, o nariz completamente congestionado, aos olhos nem os conseguia abrir. Vinha aí uma gripe, na certa.

Felizmente não veio, e hoje já estou muito melhor, já estou de volta ao batente. Mas tive de por em prática todo um plano de sobrevivência senão não chegava viva ao Natal, sendo certo que tinha de estar presente em tudo na mesma. Vida de mãe não rima com doença, não nos podemos deixar abater, mas temos de nos tratar!

Nos últimos anos, felizmente, não tenho tido gripes nem constipações de caxão à cova, e estou convencida que não é apenas sorte, eu vou conseguindo criar as condições para me defender destas doenças de inverno...

O que resulta comigo:

No antes:

1 | Estar forte e em boa forma é fundamental para não me deixar ir abaixo. Eu sou uma pessoa bastante saudável, e estou convencida que a minha alimentação equilibrada e cuidada q.b., o exercício físico que tento fazer, o estilo de vida saudável que levo faz de mim uma pessoa que à partida está menos vulnerável a estas doenças e gripezecas que andam no ar e nos deitam abaixo. Quanto mais forte estiver antes, mais difícil vai ser deitarem-me abaixo.

2 | O meu copázio de água morna com limão é o meu Holly Grail da resistência, é mesmo algo que não dispenso o ano todo: é uma água que tomo em jejum, da temperatura do meu corpo, com meio limão espremido - um gesto tão básico que tem efeitos tão bons: a minha pele passou a ser muito mais luminosa e sem borbulhas, sinto que me "limpa" por dentro ao mesmo tempo que activa o meu corpo para o dia, e o shot de vitamina C diária é a minha grande defesa - eu posso ser atingida no porta-aviões, mas não me vou abaixo.

No durante:

3 | Actuar rápida e o mais fortemente possível: como eu trabalho por conta própria, nesta parte consigo o controlo ideal. Quando me sinto a ficar doente, eu levo isto a sério, não me armo em forte e sigo com os meus dias como se nada fosse. Eu tento ficar por casa, o mais quentinha e resguardada possível, e trabalho apenas o mínimo e urgente indispensável. Abafo-me, saio de circulação. Quanto mais cedo tratar da doença e me levar a sério enquanto doente, mais cedo me curo e volto ao activo com força, senão fico doente por dias e dias e corro o risco de desenvolver uma chatice séria.

4 | Abifo-me e avinho-me. Sigo o velho ditado, à século XXI. Ou seja, forço-me a comer, mesmo que me doa a garganta, mesmo que não tenha apetite. Tenho de me manter forte e isso passa não só pelo descanso, mas sobretudo pelo que tomo para ficar boa. Comidinha da boa, o que tiver por casa, mas se houver quem me faça uma canjinha, é ideal.

Sigam os cházinhos e águas - adoro esta infusão de gengibre e mel, é killer, ou ainda algum destes, da Linda (neste artigo também encontram óptimas estratégias para curar a grpe dos miúdos - e as nossas). Mantém-nos hidratadas e as suas propriedades são anti-inflamatórias e curativas.

5 | Deixar o mais possível para depois - se a cozinha não ficar arrumada um dia, se o jantar for take-away, se os miúdos não tomarem banho uma vez, se a casa ficar um desalinho, não faz a ninguém, muito menos a mim que estou doente e tenho de me poupar.

6 | Não dizer não às drogas - não sou nada esquisita com antipiréticos e drogas em geral, há quem não goste de tomar, mas por mim, venham elas quando são precisas, que eu não tenho tempo para me armar em esquisita. Sou mais fã de ibuprofeno do que aspirina (ácido acetilsalicílico). Ontem, mesmo sem febre, popei um Brufen e já estava fina para ir a um jantar de Natal. Siga. 

7 | Dormir, dormir dormir - o reset do nosso corpo é fundamental sempre, mas quando estamos doentes ainda mais - o dia seguinte é a promessa de que vamos estar melhor - torcendo por isso!

Estas combinação comigo resulta bem, resultou mais uma vez, um dia e meio depois, estou aqui impecável a escrever-vos. Boa sorte com as gripes e constipações!

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg
squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram