logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Vida

Plantar Portugal, pela nossa floresta, JÁ!

Por Inês

As tragédias destes últimos incêndios deixam-nos numa angústia e impotência brutal. Se não nos toca à porta, na da nossa família, amigos, vizinhos, toca-nos na alma ver numa tela sem poder fazer nada o drama pessoal dos outros, que não estão longe de nós, antes bem perto. 

Mostramos SEMPRE que somos um povo solidário, recolhemos roupas, mantimentos, centenas de milhares de euros para ajudar a reconstruir a vida dos nossos pares. Valha-nos isso, quando tudo o mais nos falha. 

Mas, a par da destruição da vida de tantas pessoas, também me angustia imenso ver a destruição do tecido florestal português. Eu sou uma tree hugger inveterada, de cada vez que se corta uma árvore na minha cidade eu fico fula, que o diga o meu facebook pessoal! As árvores são fundamentais para a vida no planeta, quanto mais na nossa cidade, no nosso país. 

Estas temperaturas em Outubro, estes furacões por todo o mundo, estes picos de frio, calor, chuvas que levam a cheias, ventos que levam cidades, isto são as alterações climatéricas a cobrarem a factura, e cada vez será pior.

Temos de fazer a nossa parte para, além de salvar o nosso quintal, salvar o nosso pulmão, o nosso planeta. A área gigantesca de floresta perdida tem de ser recuperada, bem recuperada, ordenada, valorizada, cuidada e feita crescer, feita viver.

Veio parar aos meus olhos mais uma vontade de mobilização para reflorestação do nosso país, mas como fazê-lo? Por onde começar? Como fazê-lo com valor, com intenção?

Para já, duas ideias:

 - Este ano porque é que nós, pais e familia, as escolas, câmaras, juntas e/ou empresas não oferecem a todas as crianças, em vez do tradicional brinquedo de Natal, uma árvore para plantar? Uma árvore por pessoa, qual objectivo de vida, pode fazer a diferença, soma a soma. Este ano, mais do que nunca, temos que lutar para voltar a ter pulmão verde no nosso Portugal! Não deixar cair esta ideia é fundamental. Vamos trocar o brinquedo e plantar uma árvore, do nosso quintal ou rua, às florestas 

- No que toca à reflorestação a grande escala, vale a pena apoiar projectos implementados e sérios, que podem ajudar-nos a agir a larga escala, com projecção no futuro. Assim teremos maior garantia de eficácia e futuro, crescimento. 

É já em Novembro que decorrerão as duas semanas de reflorestação nacional da Plantar Portugal (8ª edição!), e podemos todos participar. Podemos participar a solo, em organizações, com as escolas, as comunidades. Visitem o site Plantar Portugal e saibam com cada parceiro regional como participar localmente.

semana_da_reflorestacao_nacional_2017.jpg

Quercus torna a nossa missão de reflorestação ainda mais simples, basta ir aos CTT. De facto, o Projecto “Uma Árvore pela Floresta”, desenvolvido pela Quercus e pelos CTT, com vista à plantação de árvores de espécies autóctones em terrenos de todo o país, incluindo nas áreas ardidas, já está em vigor desde Julho e dura até 30 de Novembro. Basta dirigirmo-nos a uma loja dos CTT e oferecer uma árvore, que tem um custo de 3 euros, valor que reverte totalmente para o financiamento do projecto. E não existe qualquer limite ao número de árvores que podem ser apadrinhadas, pelo que podemos plantar uma floresta inteira se assim o desejarmos.

No momento da compra será entregue um pequeno kit ao comprador, composto por uma árvore, uma azinheira em cartão reciclado, e um código. Esta “árvore” serve de lembrança e pode ser um presente. Já o código permite-nos registar a árvore que a Quercus irá plantar até à Primavera de 2018, identificar a espécie, o local de plantação, e consultar a evolução do bosque onde foi instalada durante 5 anos, o que pode ser feito no site do projecto “Uma Árvore pela Floresta”.

10 milhões de árvores seria um renascer das cinzas. 11 mihões, que agora já somos mais e cada um de nós pode contar.

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg
squareimg
squareimg
squareimg
squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram