logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Vida

Tudo o que sempre precisou saber sobre a Legionella | A Enfermeira Responde

Por Ângela Baptista

Atendendo aos recentes sucedidos relacionados com a bactéria Legionella pneumophila, considerei pertinente reunir informações relativamente à bactéria, e doença que pode causar. Espero deixar-vos mais informados, pois afinal a melhor forma de proteção é através do conhecimento!
O que é a Legionella pneumophila? Onde existe?
A Legionella pneumophila é uma bactéria. Da sua espécie é a que tem maior capacidade de gerar doença.
O seu habitat natural são os ambientes aquáticos. Porém, consegue desenvolver-se em reservatórios de água doce, sejam naturais ou artificiais, assim como em locais húmidos. De acordo com o Instituto Português da Qualidade (2010) é possível identificar os principais sistemas e equipamentos onde é passível o desenvolvimento da Legionella. São eles:
• “Sistemas de arrefecimento: Torres arrefecimento; Condensadores evaporativos; Humidificadores; Sistemas de ar condicionado.
• Redes prediais de água quente e de água fria
• Sistemas de água climatizada de uso recreativo ou terapêutico: Piscinas climatizadas e jacuzzis; Instalações termais; Equipamentos usados na terapia respiratória (nebulizadores e humidificadores de sistema de ventilação assistida).
• E ainda, algumas instalações com menor probabilidade de proliferação e dispersão de Legionella, como sejam: Sistemas de abastecimento/distribuição de água; Sistemas de água contra incêndios; Sistemas de rega por aspersão; Lavagem de automóveis; Sistemas de lavagem de gases; Fontes ornamentais.”

Quando é que a bactéria se torna uma ameaça?
As complicações para o ser humano, começam quando estas bactérias conseguem alojar-se nos pulmões, mais especificamente ao nível dos alvéolos pulmonares, provocando uma infeção respiratória - uma pneumonia, ou também conhecida pela doença dos legionários.
Como a bactéria atinge os pulmões?
A infecção acontece através da inalação humana das gotículas de vapor de água contaminada, os ditos aerossóis, que por serem de dimensões muito pequenas facilmente chegam aos pulmões, possibilitando a sua deposição nos alvéolos pulmonares.
A doença é contagiosa?
Não existem dados que apontem para o contágio de pessoa para pessoa.
O que é o período de incubação e quanto tempo dura?
Este é o período que decorre entre o contacto e inalação das bactérias presentes nas gotículas de água até ao início dos primeiros sintomas.
Habitualmente este período tem duração de dois a dez dias.
Como se manifesta a doença dos legionários?
Inicialmente existe: Dor de cabeça; Mialgias (dores musculares); Arrepios ;Febre alta. Posteriormente pode evoluir para tosse seca; Falta de ar; Dor no peito; Náuseas, vómitos e diarreia.
Existem pessoas mais susceptíveis que outras?
Sim, podemos identificar alguns casos mais susceptíveis. Antes de mais, todas as pessoas que por algum motivo têm o sistema imunitário mais debilitado, como seja pessoas com doenças oncológicas e/ou doentes a realizar quimioterapia. São também caso disso, pessoas com doenças crónicas (diabetes, doença pulmonar de base); pessoas com idade superior a 50 anos; fumadores, e pessoas medicadas com corticoides. Parece ainda existir uma correlação entre o sexo masculino e a doença, uma vez que estudos apontam para uma maior probabilidade dos homens serem afectados pela bactéria. As crianças raramente são afectadas!
Existem precauções que se devem tomar? Deve-se evitar ingerir água da rede pública?
Existem um conjunto de medidas de prevenção e de controlo devidamente estipuladas para minimizar a proliferação de Legionella pneumophila e consequentemente o risco de doença dos legionários. As que vou aqui apresentar são as medidas básicas a considerar no quotidiano.
• Se possível, deve-se conhecer as condições de higiene e manutenção das zonas de banhos públicos, como piscinas, jacuzzis, termas.
• Os aparelhos de ar condicionado com torres de refrigeração, comuns em edifícios de comércio e serviços, são os que podem representar risco de contágio, ao contrário dos aparelhos de ar condicionado domésticos que funcionam através da circulação de um gás refrigerante e não de água.
• Pode-se redobrar os cuidados no duche e na banheira de uso individual, desinfetando o chuveiro bem como todas as estruturas externas após cada banho (com uma solução com lixívia). Anualmente é aconselhada uma limpeza e desinfecção preventiva da totalidade das tubagens, torneiras, difusores e outros elementos que formem parte do equipamento.
• Evitar o contacto com águas estagnadas, por exemplo nas canalizações de casas desabitadas há muito tempo (deixar a água correr).
• Aquando substituição de canalizações ou reparações na rede de distribuição, limpar e desinfetar as juntas e filtros e deixar correr a água das torneiras.
• Manter a temperatura da água do termoacumulador a mais de 70ºC.
• Os aparelhos de desumidificação, devem ter uma manutenção rigorosa principalmente em caso de suspeita. Deve-se remover a estrutura exterior do equipamento e deixar escoar toda a água acumulada. Limpar o reservatório, a válvula de descarga e os filtros com um pano com lixivia.
A doença transmite-se através de inalação por aerossóis e assim sendo não há risco de contágio através da ingestão de água. O vapor das panelas também não é perigoso, nem o passar a ferro.
Existe tratamento? Qual é?
São usados antibióticos no tratamento da infeção pela bactéria Legionella pneumophila.
É de referir que esta doença tem ocorrido de um modo esporádico ou em surtos epidémicos, com maior ênfase no Verão e Outono e em zonas turísticas.
É uma doença pertencente à lista de Doenças de Declaração Obrigatória (DDO) desde 1999.
Espero que tenha sido útil. Estou por aqui


Enfª Especialista Ângela Baptista
B_a_badobebe@hotmail.com

 


Breve Nota Bibliográfica:
- www.deco.proteste.pt
- Prevenção e Controlo de Legionella nos Sistemas de Água, Instituto Português da Qualidade 2010
- World Health Organization – “Legionella and prevention of Legionellosis”, WHO 2007, Geneve.

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg
squareimg
squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram