logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Mãe

Não é medo das alturas!

Por Inês

É medo da queda! 

Quando eu era uma jovem imberbe, eu era super relaxada com estas coisas, subia todos os montes a correr, sem espinhas. E quem tivesse medo das alturas era mariquinhas pé de salsa! Eu, nem medo das alturas, nem medo de nada, não tinha fobia a nada. Claro que se um bichinho aparecesse à minha frente, eu panico um bocado, mas fobia de ver na TV e subir paredes, nunca tive. 

Até ter filhos. 

Desde que tive filhos, passei a sentir vertigens. É um embrulho na barriga, eu juro que sinto qualquer coisa aqui dentro a subir e a descer quando estou desamparada a subir a alguma coisa. Desde que os miúdos nasceram. 

E está cada vez pior. Porque agora que eles estão mais crescidos e se aventuram eles próprios a subir a tudo sem receio, eu consigo vê-los (de terra!) a cair dali abaixo e a esbardalharem-de todos no chão. E faço as figuras que a minha mãe fazia: "Desce daí, com cuidado, vê lá onde pões os pés!"

O hubby goza comigo e diz que se fosse hoje eu já não fazia o bungee jumping que fiz há uns vinte anos atrás. Mas fazia, sem problema, e continuo com o sonho do salto pára-quedas. É que o meu problema não são as alturas, é mesmo o medo da queda - de onde se vai batendo enquanto se cai e de como se chega ao chão. 

Nestes dias que passamos na Serra da Estrela foi uma agonia, nem consegui chegar ao Poço do Inferno porque paralisei e não deixei que eles seguissem o trilho. Era demasiado estreito, demasiado alto e completamente desprotegido. Não dá!

Foi o único senão (e os putos de vez em quando andarem possuídos, mas isso já faz parte...) destes dias tão bons que passamos na Serra, na Pousada da Serra da Estrela, que queríamos muito visitar no verão, e vale imenso a visita. Recomendamos! 

Mais alguém com vertigens e medo das quedas desde que teve filhos ou sou só eu a paranóica?!

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg
squareimg
squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram