Blogs do Ano - Nomeado Família
logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Filhos

A Enfermeira Responde | Tudo o que sempre precisou saber sobre dermatite atópica

Por Enf. Ângela Baptista

“Sra Enfª o meu bébé está sempre com a pele “esquisita”, vermelha, áspera...com comichão

Não sendo estas palavras generalizáveis para todas as situações de dermatite atópica, é certo que é uma realidade que atormenta muitas famílias e por isso vos escrevo sobre ela.

De acordo com a Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia cerca de 10% das crianças sofrem de eczema atópico, e em cerca de 80% dos casos, na criança e/ou nos familiaes, existem casos de asma e/ou rinite alérgica.Denomina-se atopia, a esta tendência.

Afinal o que é a DERMATITE ATÓPICA?

A dermatite atópica, também conhecida por eczema, é uma doença multifactorial e não completamente esclarecida. Sabe-se que a história parental de alergias (sobretudo materna) é um factor de risco importante. É uma doença inflamatória da pele, caracterizada por pele pruriginosa (comichão), seca, áspera, com manchas vermelhas, descamativa podendo mesmo atingir o estado de fissuras e feridas com exsudado (pús). A criança com este tipo de pele reage a estímulos que habitualmente as outras toleram facilmente.

Muito sucintamente... - o que leva a atopia?

Basicamente a pele das crianças com pele atópica, carateriza-se pela incapacidade para reter a água na camada córnea da epiderme derivado ao déficit de produção de gordura. Esta secura cutânea, juntamente com a maior sensibilidade, levam a grande prurido, sendo comum vermos as crianças constantemene a coçar ... e consequente com mau estar generalizado,interferindo em actividades básicas como o sono.

Habitualmente surge em que idade?

Os sintomas surgem habitualmente nos primeiros meses de vida, muito mais frequente antes dos cinco anos de vida e raramente na idade adulta. A distribuição corporal da dermatite varia com a idade e a sua evolução é irregular podendo existir periodos de regressão e melhoria. Ainda assim, a tendência com a idade é a regressão até ao início da adolescência, mas há possibilidade de voltar na idade adulta.

 

Em que locais do corpo se manifesta?

Na primeira infância o eczema localiza sobretudo no rosto,couro cabeludo, no dorso das mãos e pés, pregas dos cotovelos, joelhos e pulsos. Posteriormente são principalmente afectadas as pálpebras, lábios, mamilos, área genital e as mãos.

Assim sendo...as crianças com pele atópica estão mais sensiveis?

De facto as crianças com atopia apresentam uma barreira de proteção mais frágil e por isso estão mais susceptiveis a infeções virais como é exemplo os herpes simples. A reação às condições ambientais é também diferente. Em ambientes mais secos e quentes é normal desenvolver-se o eczema, assim como no contacto com determinados produtos fortes com quimicos como seja champôs, cremes...detergentes.A reação é mais exacerbada às picadas dos insectos, ácaros ou aos pêlos e penas dos animais. É comum existir reação à própria transpiração.

Devem existir cuidados especiais?

Sim.

Um cuidado muito importante será manter a pelemuito bem hidratada, por isso deve hidratar-se pelo menos duas vezes dia, de preferência com produtos especiais para diminir as reações da pele.
O banho deve ser preferencialmente duche, rápido (5-10min) e com água tépida.
O vestuário deve ser preferencialmente de algodão, principalmmente nas zonas corporais que oferecem mais sensibilidade.
Evitar a exposição a ambientes demasiado secos e quentes, sendo que a exposição solar, com os devidos cuidados de proteção e a horas adequadas pode ajudar.

De recordar que existindo cuidados preventivos adequados, conseguiremos evitar o agravamento dos sintomas, que por vezes se tornam muito incomodativos para a criança. Na fase da adolescência pode comprometer a auto estima.

É necessário um acompanhamento profissional adequado

Será importnte o acompanhamento de um dermatologista, antes de mais para realizar um correcto diagnóstico, distinguindo de outras dermatoses existentes e essencial para a necessidade de utilização de terapêutica especifica com corticóides, por exemplo.

Pela experiência positiva que tenho tido, oferecida pelo feedack de familias como as vossas, que vivenciam esta problemática, convido-vos a experimentar a gama Stelatopia da Mustela

 enfangelabaptista.png

Encontre e leia os outros artigos que a Enf. Ângela Baptista escreveu aqui

Escrevam directamente para a Enf. Ângela Baptista para tirar as vossas dúvidas b_a_badobebe@hotmail.com

Podem seguir a Enfermeira Ângela Baptista no Instagram e no Facebook

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg
squareimg
squareimg
squareimg
squareimg
squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram