Blogs do Ano - Nomeado Família
logo
img

Filhos

Mãe Bio-Lógica | Papas caseiras: um passo à frente na saúde dos bebés!

Por Linda Barreiro

Já aqui falámos de introdução de sólidos e de baby led weaning e esta semana vamos falar de papas caseiras, algo que ainda parece ser um bicho-de-sete-cabeças para muita gente mas que vamos desde já desmistificar.

No outro dia falava com uma amiga, que me pedia opinião sobre papas, que me dizia que estava a dar papas da farmácia. Hoje mesmo falava com outra amiga que me dizia ter sido aconselhada pelo pediatra a dar Nutribén. O pediatra do meu filho também me recomendou as Holle (embora sem açucares adicionados, mas ainda assim de compra). E porque não aconselhar papas caseiras?

As papas caseiras acabam por ser tão práticas como as papas de pacote. Dão o mesmo trabalho a fazer e, para além de não terem açúcares adicionados, ficam mais baratas e são muito mais saudáveis para o bebé, que é o mais importante! Cada porção de papa de pacote, para uma uma refeição do bebé, possui o equivalente a 1 pacote de açucar (daqueles que se usam no café). Agora paremos então para pensar na quantidade de açucar que, sem querer, um bebé pode ingerir se comer uma papa destas por dia. Até pode ser que só coma 2 ou 3 vezes por semana, porém se se puder evitar o açucar, tanto melhor. A reportagem da Visão sobre o açucar era clara ao dizer no título: ~2o maior veneno que podemos dar às crianças". Podem vê-la aqui.

Como fazer papas caseiras?

É muito simples: basta juntar farinha e água, levar ao lume a engrossar e já está. Um processo que requer pouco mais do que 5 minutos. Basta seguir a receita-base:

Para 1 dose de papa (com qualquer farinha: trigo, milho, aveia, espelta, millet, quinoa, arroz, trigo sarraceno...)

- 3 colheres de sopa de farinha

- +/- 180ml de água

Dissolver a farinha na água fria e levar ao lume num tacho, mexendo sempre até ferver e engrossar. Pode ser necessário acrescentar mais água para a papa ficar mais suave e cremosa ou para obter mais quantidade de papa. Neste caso deve-se acrescentar água aos pouquinhos, mexendo sempre, e desligar quando a papa atingir a textura que desejada.

Pode-se adicionar fruta cozida, maçã e pêra por exemplo, ou então esmagada, exemplo da banana. Posteriormente, à medida que o bebé for crescendo, já será possível adicionar fruta crua, desde que ralada fininha ela incorpora logo na papa quente e acaba por cozinhar na mesma.

Depois vem a questão prática. Quais as vantagens?

  • Pode-se fazer de uma só vez mais quantidade (por exemplo o dobro ou triplo) e congelar em boiões de plástico no congelador com etiquetas. Para usar depois é só deixar de véspera a descongelar e de manhã está pronta.
  • Pode ser enviada para a creche/ama para ser aquecida em banho-maria.
  • Pode-se levar connosco em saídas e em viagens. 
  • É bom ter de reserva quando eles são maiorzinhos e não temos nada feito. Muitas vezes estas papas são a nossa salvação.

Eu normalmente congelava só a farinha, a fruta acrescentava na hora mas pode-se deixar já tudo prontinho que dá menos trabalho ainda. Só não aconselho a congelar com banana porque oxida, deve ser esmagada na hora.

Depois é só usar a criatividade e dar asas à imaginação para ir imprimindo novos toques de sabores: canela, casca de limão, coco, passas (demolhadas previamente) e todo um conjunto de outros ingredientes que se podem ir introduzindo à medida que o bebé for experimentando outros alimentos.

Com o passar do tempo também se pode ousar fazer misturas de cereais e de outros alimentos. Cacau, alfarroba e sementes diversas são apenas mais algumas sugestões para enriquecer as papas caseiras.

Por aqui começámos por dar cereais sem glúten (quinoa, millet, trigo sarraceno) e só depois passámos para a aveia e outros cereais com glúten. Quem tiver um bom processador de alimentos até pode comprar os cereais em bruto e transformar em farinha evitando assim as farinhas processadas.

Depois do bebé estar habituado a comer as papas pode-se começar a usar os cereais ao invés das farinhas. O procedimento é cozer os cereais em muita água e dar ao bebé essa papa/mistura de textura menos uniforme. Esta é também uma boa forma deles começarem a adquirir alguns skills de mastigação.

Nós ainda hoje fazemos papas caseiras para o pequeno-almoço no inverno e ele adora (apesar de já ter 2 anos). Para além de serem quentinhas são muito ricas do ponto de vista nutricional e ele começa o dia com uma dose extra de energia. Misturamos flocos e cereais diversos, enriquecemos com fruta desidratada ou frutos secos, finalizamos com canela, coco, sementes torradas cereais tufados...

Se ainda assim não ficaram convencidas e quiserem dar papas de compra optem pelas Holle (que se vendem no Celeiro e em lojas bio ou mesmo em alguns supermercados grandes) que não têm adição de açucares, mas não deixem de experimentar fazer papas caseiras!

 

Vejam também 9 receitas de papas caseiras para fazerem para os vossos bebés aqui!

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg

Deixe o seu comentário

23 comentário(s)

Marcelina 17 de Março, 2016 às 23:24:10
Responder

Obrigada pela informação, tenho uma questão, caso queira usar o LM, como sugere que faça? Reduzir na água e depois da papa pronta adicionar o LM e aquecer mais um pouco?

Linda Barreiro18 de Março, 2016 às 08:58:05

Olá Marcelina, Sim eu faria como diz pois o LM perde grande parte das propriedades quando é sujeito a altas temperaturas. Experimente fazer a papa com metade da água e depois se vir que está demasiado grossa (tipo argamassa) vá juntando água aos pouquinhos, mas só a suficiente para lhe permitir mexer e acabar de cozinhar a papa. Depois no final vá juntando aos poucos o leite materno com a papa ainda quente e mexa bem até obter a textura desejada e, caso seja necessário, aqueça um pouco mais ao lume para incorporar o leite na papa e para que esta fique com uma textura mais cremosa. Um beijinho.

Desiree 27 de Junho, 2016 às 14:01:26
Responder

Boa tarde, tenho leite materno congelado. Como posso incorporar nestas papas? Obrigada

Elisa Esteves03 de Agosto, 2016 às 11:04:08

O LM congelado será de ser descongelado em banho-maria no momento em que vai adicionar às papas. Portanto, depois de descongelar em banho-maria, adiciona às papas.

Linda25 de Setembro, 2016 às 13:02:35

Exato Desiree, tal como a Elisa disse. Peço desculpa não ter respondido mas só hoje vi este comentario.

Sofia Sampaio26 de Setembro, 2016 às 20:39:26
Responder

Obg pelo artigo! Tenho pesquisado bastante sobre papas caseiras, mas é a 1a que encontro que responde à dúvida que tinha - se podia ou não congelar com a fruta. É bem mais prático para a creche porque lá não o fazem, tem de ir já pronta :/ Obg!!

Linda07 de Outubro, 2016 às 14:34:33

Sem dúvida Sofia. Esta semana publiquei também algumas receitas de papas caseiras. Pode espreitar aqui: http://www.eumae.pt/pt/post/filhos/receitas.papas.caseiras

cátia barreiros29 de Setembro, 2016 às 01:57:26
Responder

No caso de querer fazer com LA é só substituir os 180ml de água por 180ml de leite adaptado? É que o pediatra disse para fazer com o LA que o meu bébé bebe

Linda07 de Outubro, 2016 às 14:41:12

Olá Cátia, A minha sugestão é fazer na mesma a papa com água já que assumo que o bebé ainda está a fazer as outras refeições todas de leite. Se preferir fazer com leite adaptado eu faria o processo semelhante ao que se faz com o leite materno, ou seja cozinhar a papa num pouco menos de água e no final incorporar o leite adaptado já que eu não sei se o leite adaptado que já resulta de um processamento (água quente misturada com leite) aguenta um novo processamento (ser levado a ferver a alta temperatura). As papas de pacote sei que podem ser feitas com leite adaptado mas para as caseiras eu optaria por fazer com água.

Patricia06 de Outubro, 2016 às 20:35:53
Responder

Boa noite, A minha bebé para a semana irá iniciar as papas e gostaria de saber quais os melhores ingredientes para iniciar. A minha bebé faz 4 meses para a semana.

Linda10 de Outubro, 2016 às 22:07:17

Olá Patrícia, Eu iniciei pelos cereais sem glúten (trigo sarraceno, millet e quinoa), pelas frutas mais tradicionais e de época na altura (pêra e maçã cozidas e banana crua). De legumes comecei por dar abóbora manteiga, courgette e cenoura, fazia um puré com cada alimento enquanto fazia a introdução e colocava um fio de azeite crú no fim. Aqui podes ler a minha experiência sobre introdução alimentar: http://www.eumae.pt/pt/post/filhos/170118.introducao.solidos.alimentacao.complementar.

Ivone21 de Fevereiro, 2017 às 15:14:47
Responder

Disse que podíamos congelar em boiões, mas se eu usar LM não devo congelar já com o leite envolvido pois não?

Linda22 de Fevereiro, 2017 às 12:30:41

Olá Ivone, Pode congelar só a papa (ou a papa com a fruta já misturada) mas se pretender adicionar leite materno terá de fazê-lo com a papa já descongelada e/ou aquecida. Vamos supor que deixa a papa a descongelar no frigorífico de um dia para o outro e que no dia seguinte a aquece em banho-maria, acrescenta o leite materno mesmo antes de servir a papa e de preferªencia com a papa morna para que nºao perca propriedades. O leite materno também irá ajudar a papa a adquirir uma consistªencia um pouco mais cremosa/líquida, vá adicionado aos poucos e mexendo já no prato, antes de servir, e páre quanto adquirir a textura que deseja. Qualquer outra questºao estou ao dispor. Obrigada. Linda

Liliana13 de Março, 2017 às 23:26:54
Responder

Queria so deixaruma sugestao às mamas que nao sabem como incorporar o LA. A minha bebe come a papa com leite entao o que faço é cozinhar o cereal normalmente como indicado mas no final incorporo as colheres de leite em po diretamente na papa apos arrefecer um pouco. Se necessario adiciono um pouco mais de agua para ficar com a consistencia que quero! Ja experimentei no inicio com leite materno (quando ainda tinha!) mas nao resulta tao bem, fica bastante aguado, mesmo reduzindo ao maximo a agua da cozedura. Neste caso preferia dar o leite à parte a outra hora!

sandra04 de Abril, 2017 às 20:28:34

Olá, boa tarde. Quanto dias, no máximo, costuma guardar as papas congeladas? Obrigada.

Linda07 de Abril, 2017 às 15:20:52

Olá Sandra, Eu diria que aguentam pelo menos 1 mês congeladas. Eu de cada vez que fazia papas fazia umas quantas e ía gastando as que estavam congeladas há mais tempo por isso nunca passava muito das 2-3 semanas mas eu julgo que elas aguentam até 2 meses à vontade, estando congeladas não se estragam nem perdem propriedades. Qualquer questão estou ao dispor.

Angela 12 de Maio, 2017 às 21:57:14
Responder

Boa noite, sei que este post é antigo mas gostaria de fazer uma questão. Sempre dei papas caseiras ao meu filho, nunca comprei. E desde sempre que as adora. A diferença é que faço com leite adaptado. Faço 150ml de leite adaptado no biberão e depois levo a farinha a cose e engrossar no fogão (no fim acrescento a fruta crua raspada). A questão que coloco é: como fazer com que essa papa possa ser congelada? A única vez que fiz em adiantado, ao aquecer parecia pastilha elástica. Tive que acrescentar agua quente e mexer bem para ficar apresentavel... Para quem acrescenta fruta crua, pode ser tb congelada? Algum conselho? Obrigado

Londa25 de Fevereiro, 2018 às 21:44:16

Olá, Desculpe a resposta tardia. Para congelar o melhor é deixar cozinhar bem a fruta ou juntar purê de fruta já cozinhado e depois congelar

Joana13 de Junho, 2017 às 21:19:07
Responder

E se eu queiser fazer a papa com leite materno como faço?

Linda05 de Janeiro, 2018 às 00:13:54

Olá Joana, Expliquei como se incorpora LM na papa num comentário acima neste mesmo post. Obrigada.

rosa20 de Setembro, 2017 às 12:47:57
Responder

Quantas veses deve comer o bebe de 8 meses

Linda05 de Janeiro, 2018 às 00:12:41

Olá Rosa, Vai depender do que o bebe já comer mas eu diria que uma papa por dia é suficiente

Andreia18 de Março, 2018 às 12:08:21
Responder

Boa tarde, Fazendo as papas só com água não fará falta, do ponto de vista nutricional, o leite? Obrigada

Publicações relacionadas

Instagram