logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Filhos

Fichas de Estudo nas Férias, sim ou não?

Por Inês

Fichas de estudo durante as férias grandes, sim ou sopas? 

Cá por casa é sim, sem exageros. 

No ano passado reparei nos livros de fichas que faziam a transição entre o primeiro e o segundo ano e achei a ideia boa, porque vinha responder à preocupação que eu tinha em manter o embalo de gosto pela escola que o Pedro trazia do final do ano.

Os dois livros que nessa altura comprei traziam um pouco de todas as disciplinas  e pareceram-me tão básicas que não podiam ser nenhum sacrifício de fazer!

Correu muito bem, o Pê fazia uma ficha de cada, sempre que estivesse por casa sem melhor programa. Não se sobrepunha a nada, todos os programas e períodos de férias em viagem tinham prioridade, mas houve tempo para tudo, até para as fichas. 

Este ano, apenas comprei livro de fichas de matemática. Estudo do meio nem vale o dinheiro que se gastaria nas fichas e o português treina-se com muita e boa leitura, agora,  o músculo da matemática parecia-me ter de ser exercitado. 

Assim estamos, cinco páginas de exercícios por dia, sempre que anda por casa sem nada melhor para fazer. Esta semana, por exemplo, em que estamos mais por casa. Claro que se lhe dermos a escolha, não quer, quem diria?! Mas assim que começa faz a eito e em meia hora está o trabalho despachado. 

Se por um lado concordo que os miúdos devam aproveitar ao máximo as férias para ter um ritmo completamente diferente e tirar a cabeça da escola, por outro lado, queremos mesmo esquecer completamente que a escola e o que aprendemos nela existem? Têm de ser coisas incompatíveis, férias e por a cabeça a carburar? Não é suposto os miúdos gostarem da escola e irem criando o gosto pelo estudo? Para quê fazer um corte tão radical, se queremos que seja algo natural neles? Se eles até gostam da matemática, por exemplo, ou precisam de a reforçar, pelo contrário, porque não fazer uns exercícios para limpar o pó aos conhecimentos? Não vejo mal nenhum nisso e acho que tem ajudado a fazer a transição para o ano seguinte. 

Nem todos os dias, nem em dia nenhum. Gosto das fichas de férias como gosto dos trabalhos de casa, de vez em quando, em doses suaves, sem pressões mas com brio. 

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram