logo

pub_carrossel_horz2.jpg

img

Filhos

Botão de desligar bebés: Existe!

Por Inês

Quando li este artigo viajei no tempo, até aos primeiros meses de vida do Pedro e do Miguel, eles bem bebés, no agora famoso 4 trimestre. Aqueles primeiros 3 meses de recém-nascidos, em que eles são tão ratinhos que em bom rigor ainda não deviam estar cá fora, mas ainda a acabar de cozer. 

Em não podendo a mãe rebentar pelas costuras (já bem basta o que ainda assim rebentamos!), aconselha há décadas o Dr. Harvey Karp e nós com os nossos rapazes seguimos à risca, que se tente recriar o ambiente uterino para acalmar o choro desalmado de um bebé exausto de sobrestimulação. 

Acontecia ao Pedro pelas dez da noite, ele acordava a berrar, assim do nada, e levava uns 20 minutos a voltar a adormecer, e continuava o pacholas que sempre foi a dormir. O Miguel era feito de outra fibra, mais gancho, deu-nos umas valentes semanas de acordar pelas onze e tal, meia noite e só voltar a adormecer às tantas da madrugada, eu nem sabia a quantas andava, quanto mais as horas. Só sei que eram muitas! 

Com os dois usávamos estes cinco passos e por acaso (como se diz no artigo) quem tinha mais jeito para a coisa era o pai, embalava com um vigor controlado, uma cadência ritmada, e com vários elementos em simultâneo: bem embrulhado, virado de lado, o tal embalo, a fazer ssshhhhh mesmo ao lado do ouvido, chupeta na boca e quarto escuro. Tinha mais jeito, e não tinha remédio, porque eu já não dava conta do recado, não podia ser eu a levar com a crise da noite...

Aprendemos com este vídeo, foi o suficiente para nos convencer, não foi preciso ler o livro:

 

O T. especializou-se. Eu tinha dias, mas de dia geralmente estavam mais calmos. Eles acalmavam-se logo (de dia) e as crises noturnas eram claramente encurtadas ( no caso do Pedro), ou pelo menos atenuadas (no caso do Miguel), pois fazia com que não chorasse desalmadamente, mas "apenas" um chorinho zombie que se arrastava. Não tenho saudades dessas noites! Agora felizmente parecem-me esquecidas, não sei se da privação do sono, se da passagem do tempo, mas estão como que envoltas numa neblina mistica... Foram tempos divertidos!!

Fica a dica dos cinco S:

swaddle (o meu preferido, embrulhar os bebés é TOP!!),

side or stomach position,

shhhhhhhush,

swing,

suck

(geralmente na chupeta, eu dava mama mas era para comer e pronto, quando estavam de estômago cheio vinha a chupeta, eu não queria entrar na onda das mamas a servir de chupetas, eu não queria mesmo ir por aí)

Portanto, o botão de desligar bebés existe, mas é mais combinação de cofre do que simples botão! Mas se se atinar com a combinação, estamos ricos! 

INSTAGRAM   |   BLOGLOVIN   |  FACEBOOK

Clique na Imagem para ver a Galeria

squareimg
squareimg
squareimg
squareimg
squareimg

Deixe o seu comentário

Publicações relacionadas

Instagram